Nelson Vieira - Master Coach e Palestrante Comportamental

Rio de Janeiro - (21) 4062-7504
São Paulo - (11) 4063-7017

A+ R A-

Desmistificando o Coaching

Avalie este item
(1 Votar)
Desmistificando o Coaching

A expressão do momento no ambiente corporativo no Brasil é coaching, ainda incipiente na região norte do país, mas que ganha novos adeptos a cada dia e se desenvolve em ritmo acelerado. Algumas matérias jornalísticas chegam a reconhecer esta profissão como a que mais cresce no mundo, principalmente após a última crise econômica mundial (2008/2009).

Para algumas empresas, qualquer programa introdutório ou treinamento on the job, acompanhado ou não de um profissional mais antigo e experiente é, equivocadamente, considerado coaching. Se for levar a expressão, de origem inglesa, ao pé da letra, coaching é treinamento, logo, generalizando, qualquer forma de treinamento também seria um coaching.

Analisando por esse ponto de vista, as empresas ficam muito suscetíveis à abordagem de todo tipo de profissionais e curiosos que se dizem coachs, mas não têm a formação específica para isso e acabam atuando como instrutores de treinamento, consultores e, em alguns casos, até como conselheiros e terapeutas e as empresas acabam comprando tais produtos como coaching.

Coaching é um processo que se utiliza de técnicas, ferramentas e métodos específicos, cientificamente testados e de eficácia comprovada que têm por objetivo ajudar pessoas e organizações a alcançarem seus objetivos e serem felizes. Dois personagens fazem parte deste processo, são eles: O coach (profissional especializado) e o coachee (pessoa ou time que se submete ao processo).

O processo de coaching se dá através de sessões abertas, positivas e desafiantes nas quais se define um objetivo e se traça um plano de ação para alcançá-lo com o auxílio do coach, que atua em parceria com o coachee, como uma espécie de “cérebro auxiliar” que o ajuda a pensar de uma forma que sozinho ele não pensaria e o leva a encontrar opções das quais não dispunha para alcançá-los ou mesmo para resolver problemas aparentemente insolúveis.

O diferencial neste processo é que o coach não ensina ou aconselha o coachee acerca do que deve ou não ser feito, ele apenas gerencia uma conversa que o coachee estabelece com ele mesmo, levando-o a responsabilizar-se pelas próprias escolhas.

Um dos modelos utilizados neste processo é o “FARM” – foco, ação, resultado e melhoria contínua – eu explico: Para que haja um processo de coaching é preciso definir um foco (objetivo) para o qual se elabora um plano e o coachee é estimulado a entrar em ação comprometendo-se com os prazos para atingir os seus resultados, que por sua vez é avaliado e se verifica a aprendizagem do coachee, levando-o a melhorar continuamente, afinal, é importante compreender que, no processo de coaching, não se alimenta a idéia de fracasso, apenas de aprendizagem.  Desse modo, se o coachee entrou em ação e não deu certo, o coach reconhece o seu esforço e verifica o aprendizado, mas se por outro lado, deu certo, questiona o que pode ser melhorado a partir daquela ação para se obter resultados ainda mais eficazes e duradouros.

Como se ver, o coaching se caracteriza por potencializar o talento e trazer à tona a responsabilidade do coachee pelos resultados alcançados resgatando o que as pessoas têm de melhor: O seu talento! Explore o seu potencial, desafie-se. Faça coaching!

Autor: Nelson Vieira - Master Coach e Palestrante Comportamental

Deixe um comentário


Chat de Atendimento

Assinar Informativo

Cadastre-se e receba novidades por email.

Último Depoimento

Betânia Tavares
Empresária e Artista Plástica
Belo Horizonte / Minas Gerais

Nelson Vieira, minha eterna gratidão por tamanha generosidade em compartilhar seus conhecimentos na maior Arte do planeta: Tocar corações! Grande, forte e saudoso abraço (Só mais esse!...rs). Betânia [...]

Ver depoimento completo » » »

Sua Opinião

O Que Você Achou do Nosso Site?

Visitantes Online

Nós temos 16 visitantes online